quinta-feira, 18 de junho de 2015

LANCHE DA NOITE - LEMBRANÇAS NORDESTINAS








FAZ QUASE SEIS MESES QUE RETORNAMOS DE CAMPINA GRANDE, ONDE POR VÁRIAS VEZES À NOITE LANCHAMOS UM CUSCUZ NORDESTINO QUE TEMPERAVA O FLOCÃO ÚMIDO, OU SEJA TEMPERAVA ANTES DE LEVAR AO FOGO. O HÁBITO LOCAL ERA TEMPERAR DEPOIS DO CUSCUZ PRONTO. 

O MELHOR TEMPERO FOI O QUE POSTEI COMO "CUSCUZ NORDESTINO COM BOROGODÓ". POSTAGEM DE 25 DE MAIO DE 2013.

HOJE, MAIS UMA VEZ REPRODUZI ESTA RECEITA AQUI NO RIO DE JANEIRO. ATUALMENTE É FÁCIL ENCONTRAR O FLOCÃO NOS MERCADOS DO RIO.

AÍ VALE A SUA CRIATIVIDADE PARA VARIAR O TEMPERO, QUE PODERÁ LEVAR SALSA, COENTRO, CEBOLINHA ENTRE OUTROS INGREDIENTES QUE TE AGRADE.

SEMPRE COMEMOS, ADICIONANDO NA HORA DE COMER, O LEITE DE COCO. PODEMOS TAMBÉM ADICIONAR, MANTEIGA, REQUEIJÃO, AZEITE ENTRE OUTROS FLUIDOS.

FAÇO UM AGRADECIMENTO AQUI A AMIGA NILZE, QUE ME ORIENTOU A QUANTIDADE DE ÁGUA, JÁ QUE O QUE VEM NA EMBALAGEM DO FLOCÃO DEIXA O CUSCUZ MUITO EMPAÇOCADO. A QUANTIDADE QUE A NILZE RECOMENDA DEIXA O CUSCUZ COMO UM BOLO FOFO.

VALE APENA EXPERIMENTAR!